Monitor de Eficiência Energética é lançado em evento na Unicamp

Plataforma reúne dados, indicadores e análises de eficiência energética para acesso público e gratuito Publicado em 01/Jun/2019 às 14h46 Atualizado em 01/Jul/2019 às 16h41

Solenidade de abertura foi realizada na sala ID2 da FEM/Unicamp
Solenidade de abertura foi realizada na sala ID2 da FEM/Unicamp

Na terça-feira, dia 18 de junho, o International Energy Brasil - IEI Brasil lançou o portal Monitor de Eficiência Energética  - MonitorEE, na Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp. A plataforma objetiva reunir dados, indicadores e análises de eficiência energética (EE) para acesso público e gratuito. O propósito é dar transparência às informações sobre eficiência energética no Brasil e acompanhar o desempenho, o progresso e as iniciativas da área no país. 

O MonitorEE é resultado de um projeto desenvolvido pelo IEI Brasil, financiado pelo Instituto Clima e Sociedade - iCS e apoiado pelo Procobre - Instituto Brasileiro do Cobre. O projeto teve a parceria, na sua execução, da empresa de consultoria Mitsidi Projetos e de outras três instituições com tradição nos estudos sobre eficiência energética: o Centro de Excelência em Eficiência Energética (Excen) da UNIFEI, o Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (Nipe) da Unicamp e o Laboratório de Eficiência Energética em Edificações (LabEEE) da UFSC.

Como a área de eficiência energética é bastante diversa, seja no número de setores e no número de equipamentos de uso final, o MonitorEE tem uma natureza modular. Nesse primeiro momento, no módulo 1, foram disponibilizados no site um subconjunto dos Programas de Eficiência Energética (PEE) de todas as concessionárias do Brasil, no período de 2008 a 2013, que foram concluídos e aprovados de forma oficial pela Aneel. Os dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação. 

Importante destacar que a plataforma está em fase final de inserção de dados e de indicadores. Em breve todas as categorias e informações estarão disponíveis para consulta. 

“Com isso, a gente consegue comparar a quantidade de kWh que foram economizados, nas mais diversas concessionárias. Podemos agregar esses dados em termos de estado, de região e fazer comparações. Eram informações que não estavam disponíveis antes e que são investimentos realizados por meio de uma taxa que todos nós pagamos na tarifa de eletricidade”, avalia o coordenador do MonitorEE, Gilberto Jannuzzi. 

O evento, que reuniu cerca de 40 pessoas, contou com representantes estratégicos da área de eficiência energética no Brasil. Na cerimônia de abertura, além do coordenador do portal, Gilberto Jannuzzi, estiveram presentes a coordenadora geral de eficiência energética do Ministério de Minas e Energia (MME), Samira Sana Fernandes de Sousa Carmo; o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel; a pesquisadora  Kamyla Borges da Cunha, do Instituto Clima e Sociedade (iCS), financiador do portal; Glycon Garcia, diretor-executivo do Instituto Brasileiro do Cobre - Procobre Brasil, apoiador do MonitorEE e o pesquisador Roberto Lamberts, do Laboratório de Eficiência Energética em Edificações (LabEEE) da UFSC, consultor do portal. 

Na sequência, Rodolfo Gomes, pesquisador da IEI Brasil, e Hamilton Ortiz, sócio e consultor da Mitsidi Projetos, coordenadora técnica da plataforma, apresentaram a interface e as funcionalidades do MonitorEE ao público. A solenidade de abertura e a apresentação do portal tiveram transmissão ao vivo pela página do IEI Brasil no Facebook e o vídeo pode ser assistido na íntegra aqui

Na segunda parte do evento foi realizada a roda de debate: “A importância dos mecanismos de avaliação de eficiência energética no Brasil”. A discussão, mediada por Alexandre Schinazi, da Mitsidi Projetos, contou com a presença da Samira de Sousa Carmo, do MME; do Superintendente de Estudos Econômicos e Energéticos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Jeferson Borghetti Soares; da coordenadora executiva do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Teresa Liporace; do gerente do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL), Marcel da Costa Siqueira; da Kamyla Borges da Cunha, do Instituto Clima e Sociedade; do professor Sérgio Bajay, do NIPE/Unicamp e do professor Luiz Carlos Pereira da Silva, do Campus Sustentável/Unicamp.

Segunda parte do evento foi marcada por uma roda de debate
CaptionSegunda parte do evento foi marcada por uma roda de debate


 

 

Confira o que foi falado sobre o MonitorEE no evento:

 

Marcelo Knobel, reitor da Unicamp:

“Temos que aproveitar o ambiente gerado em torno deste assunto, esse ambiente de pesquisa nas universidades, nos setores do governo que atuam nessa área, no terceiro setor. Esse projeto em si mostra exatamente isso:  um produto destinado para a sociedade, para dar transparência, para mostrar resultados, para trabalhar na difusão e na divulgação de conhecimento, que atua numa parceria entre as universidades, o terceiro setor, institutos, ONGs, diversos setores ligados com essa área específica da energia, e pesquisadores do ambiente universitário. É isso o que a gente precisa fazer cada vez mais para mostrar para a sociedade não só as questões específicas que a gente está preocupado na questão energética, mas também a importância das universidades, em particular das universidades públicas”.

 

Samira Sana Fernandes de Sousa Carmo, Coordenadora Geral de Eficiência Energética do MME

“Quero parabenizar a iniciativa do MonitorEE, que nós do ministério tivemos a oportunidade de conhecer e achamos que é uma ótima colaboração ao setor de eficiência energética [...]. A gente está fazendo o esforço de conhecer todas as iniciativas de eficiência energética que estão sendo realizadas, para tentar coordenar essas iniciativas, para evitar a duplicação de esforços, e agora a gente precisa também conhecer os resultados para poder ajudar o nosso planejamento, para evitar investimentos desnecessários em novas usinas e em novos ativos que que não precisariam ser implementados se não houvesse o consumo. Tenho certeza que essa iniciativa vai colaborar bastante com as iniciativas que a gente já tem desenvolvido nesse sentido de organizar os dados e encontrar indicadores”.

 

Kamila Borges da Cunha, do Insitituto Clima e Sociedade

“O MonitorEE tem o papel importantíssimo de dar transparência para todos: para o poder público, para o cidadão, para a sociedade civil. A gente acredita que quanto mais transparência nos dados e informações, mais a gente tem condições de engajar a todos na questão da eficiência energética. Ela é uma das alternativas mais ganha-ganha que se tem no país e uma das que menos são faladas em termos de mitigação das emissões de gases de efeito estufa e assim por diante”.

 

Glycon Garcia -  Procobre

“[...] A eficiência energética é um assunto muitas vezes esquecido e desconsiderado. Mas sabemos também que ela é a solução mais rápida e econômica para termos energia disponível e com sustentabilidade. Temos certeza que essa iniciativa [do portal] é única e vai trazer a eficiência energética para um patamar muito mais acessível para empresas, organizações e para as pessoas que queiram conhecer e ter acesso a indicadores que possam direcionar a eficiência energética de uma forma mais eficaz e mais eficiente”.

 

Roberto Lamberts, Laboratório de Eficiência Energética em Edificações (LabEEE) da UFSC 

"Dou os parabéns ao Jannuzzi por dar esse primeiro passo extremamente importante no desenvolvimento dos indicadores. Nossa área de atuação é em eficiência energética em edifícios e espero que em um futuro próximo a gente possa entrar com indicadores de eficiência energética em edifícios no portal, também".


 

Funcionalidades e destaques

Plataforma permite que usuário filtre informações em categorias
Plataforma de dados do MonitorEE

As informações levantadas sobre o PEE estão disponíveis dentro da plataforma de dados do MonitorEE. Nela, o usuário pode filtrar os dados por categorias, como tipo de indicador (relação custo-benefício; número de projetos analisados etc); concessionária; estado; tipo de equipamento entre outros. As simulações são exibidas em quatro tipos de gráficos: área, coluna, linha e coluna empilhada. O usuário pode, então, baixar os dados brutos da pesquisa em formato xls.  

A seção de análises, dividida entre um histórico sobre a eficiência energética e infográficos, será constantemente alimentada. Um dos conteúdos de destaque desenvolvidos para o portal é a linha do tempo dinâmica sobre os marcos na área de eficiência energética no Brasil. Já nos infográficos, estão disponíveis explicações ilustradas sobre a Relação Custo-Benefício (RCB) dos Projetos de Eficiência Energética(PEE); outro infográfico com números de destaque dos PEE analisados, que pode ser visto abaixo; e um fluxograma que explica os processos dos PEE desde a abertura da chamada pública. 

A expectativa é que esse banco de dados possa ser explorado tanto pelos cidadãos, agentes do governo e empresas, como também por pesquisadores da área. 

Infográfico mostra dados elaborados com base em análises feitas para um subconjunto dos PEE,
no período entre 2008 e 2013. Esse subconjunto refere-se aos 384 projetos aprovados
que constam da Nota Técnica n° 0036/2016-SPE/ANEEL, de 3 de junho de 2016. Fonte: MonitorEE


Baixe as apresentações (slides) exibidas na roda de debate: 


 

Confira mais imagens do evento: