Workshop on-line apresenta fase inicial do Plano Decenal de Eficiência Energética (PDEf)

Publicado em 22/Mai/2020 às 21h28 Atualizado em 22/Mai/2020 às 21h48

Por Gabrielle Adabo

Um workshop on-line, realizado na tarde de hoje (22/05/2020), descreveu o planejamento e os passos para a elaboração do Plano Decenal de Eficiência Energética (PDEf). O workshop marca a primeira etapa do projeto, que deve terminar em dezembro deste ano quando será apresentado o Plano, o último de 11 produtos previstos. O trabalho é fruto do segundo Plano de Aplicação de Recursos do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), executado pela Eletrobras, com a participação da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e do Ministério de Minas e Energia (MME) e desenvolvido pela empresa iX Estudos e Projetos.

Marcel Siqueira, gerente do Procel e responsável pela mediação do workshop, explicou que o foco desta primeira apresentação são os produtos estratégicos para o setor e que fornecem uma visão mais geral do plano, com um diagnóstico das ações existentes no país e propostas de aperfeiçoamento dessas ações e de novas ações transversais.

Marcel Siqueira, gerente do Procel, durante mediação do workshop
Marcel Siqueira, gerente do Procel, durante mediação do workshop

Tiago Barral, presidente da EPE, foi um dos participantes da abertura do workshop e destacou a importância de se evidenciar os benefícios da eficiência energética e de destacar o seu papel no planejamento energético brasileiro. “A eficiência energética é um recurso essencial. Aliás, ela é mais do que isso, é parte intrínseca de todo o sistema energético”, disse. Barral destacou que os ganhos de eficiência energética vão desde os econômicos, com o aumento da competitividade, até o bem-estar da população. Segundo ele, a eficiência energética pode representar ganhos que correspondem a 5% do consumo potencial em 2029, o equivalente a metade da geração da usina de Itaipu em 2019.

Frederico Araújo, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco), destacou a importância do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Além disso, Araújo falou da necessidade de se explorar o potencial no mercado brasileiro para a eficiência energética e que a estruturação desse mercado precisa ser feita em termos financeiros, em instrumentos contratuais e na medição e verificação. O desenvolvimento de instrumentos jurídicos e financeiros para que o setor se desenvolva no Brasil depende da verba do PEE, segundo ele.

Os pesquisadores Afonso Henriques Moreira Santos, da iX Estudos e Projetos, e Jamil Haddad, da Universidade Federal de Itajubá, foram os responsáveis por apresentar o plano de trabalho e os produtos técnicos, dentre os quais estão a atualização do Balanço de Energia Útil (BEU). O levantamento e a análise das principais ações e dos programas institucionais no Brasil e em oito outros países, além da identificação de pontos de aprimoramento e a elaboração de indicadores para acompanhamento, fizeram parte da metodologia de trabalho.

Os 11 produtos que serão entregues durante a elaboração do plano

Dados de avaliações internacionais sobre eficiência energética apresentados pelos pesquisadores permitem posicionar o Brasil em relação a outros países. Esses dados mostram que o Brasil está atrás de países como Chile e México. O Regulatory Indicators for Sustainable Energy (RISE) 2018, que analisou a eficiência energética em 133 países, coloca o Brasil na 53ª posição, enquanto o Chile está na 42ª e o México na 34ª. Já dados do American Council for an Energy-Efficient Economy (ACEEE), com base em 25 países, colocam o Brasil na 20ª posição, enquanto o México ocupa a 12ª.

O workshop terá uma segunda etapa, que será realizada na próxima terça-feira, dia 26, às 14h, neste link. Nessa segunda parte do evento serão apresentados detalhes técnicos do desenvolvimento inicial do plano e dos primeiros produtos. Os encontros devem se repetir até o final do projeto. A gravação da primeira parte do workshop realizada hoje pode ser assistida aqui.